Como fazer dinheiro com Marketing de Conteúdo – parte 1

Publicado por em 20/07/2015 às 15h38

marketing de conteúdo

Publicar conteúdo nunca foi tão fácil. Por consequência, nunca houve tanta gente produzindo ao mesmo tempo. O que poderia ser um cenário de concorrência sufocante é, na verdade, uma bela oportunidade para quem pratica o Marketing de Conteúdo.  Se a oferta de conteúdo pode estar prestes a superar a demanda, o mesmo não pode ser dito do BOM conteúdo. Sim, há muita gente oferecendo porcaria, ou até se esforçando, mas falhando na hora de definir uma boa estratégia.

Uma análise lançada recentemente pelo Content Marketing Institute, levando em conta os principais produtores de conteúdo da internet atual, apontou que todos os grandes formadores de opinião têm seguido uma estratégia de seis passos, que são suficiente para separar o produtor profissional do “sobrinho com um computador e internet”. Com essas seis dicas originais, embasadas em casos de sucesso, o seu marketing de conteúdo não será mais o mesmo e fazer dinheiro será um futuro próximo.

Para fazer Marketing de conteúdo, conheça a si mesmo

Os três primeiros passos apontados pelo Content Marketing Insitute (CMI) envolvem o autoconhecimento do produtor de conteúdo – ou da empresa. Entender o que você pode oferecer é o primeiro passo para entender o que o público espera de seu conteúdo.

  1.        marketing de conteúdoEncontre o “cantinho doce” – Sim, “cantinho doce” é um péssimo nome, mas é a tradução literal do termo sweet spot, definido pelo CMI como o primeiro passo fundamental para dominar o marketing de conteúdo. Segundo o Instituto, esse cantinho é a interseção entre a sua especialidade e a sua paixão no mundo empreendedor. Utilizando o SitePX como exemplo, a especialidade seria a criação de sites e a paixão é o empreendedorismo. Dessa forma, o conteúdo base do SitePX é a aplicação das técnicas empreendedoras para criar um site de sucesso. Tendo esse ponto definido, faço o possível para trabalhar dentro dele.
  2.        Tilt no conteúdo – O que há de diferente no seu conteúdo que nenhum outro concorrente pode oferecer? Para exemplificar, conheça – se já não o conheceu antes – Claus Pilgaard. O músico dinamarquês ficou famoso em toda a internet por demonstrar conhecimento e apreciação pelos mais variados tipos de pimenta e música erudita. Até então, Claus tinha descoberto um sweet spot (que é mais ardido do que doce). No entanto, enquanto a maioria dos apreciadores de pimentas costuma falar sobre a ardência dessas especiarias, Claus percebeu que seria pioneiro se soubesse falar da pimenta da mesma forma que especialistas falam sobre vinho! Esse ponto único é o tilt de Claus. Descubra qual é o seu!
  3.        Construindo a base – Quando você já definiu qual é a sua área e, também, qual é o seu tilt especial sobre esse conteúdo, é preciso definir por onde começar a atacar. Para construir essa base, é necessário responder as seguintes perguntas: qual é o tipo de conteúdo (vídeo, áudio, texto...)? Qual é o principal veículo (site, blog, YouTube...)? Qual a frequência (diária, semanal, mensal...)?

Ao pensar sobre esses pontos e começar a definir suas diretrizes, anote tudo em um pedaço de papel, documento do word ou qualquer outra ferramenta de preferência. Essas são as direções base que você seguirá daqui para frente. Aproveite o intervalo entre esse post e a segunda parte para definir suas diretrizes. Em breve, ensinaremos como aplicar essas definições na sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

Continue acompanhando o SitePX para mais dicas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo, Marketing Digital
Tags: como criar um site, como criar um site de sucesso, conteúdo, empreendedorismo, marketing de conteúdo, SitePX

voltar para Dicas para criar um site

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||