Como o visual merchandising e o vitrinismo melhorar suas vendas

Publicado por em 26/10/2015 às 11h08

visual

Já ouviu falar sobre visual merchandising? E vitrinismo? Esses dois conceitos de marketing, apesar de antigos, ainda não são tão bem praticados aqui no Brasil quanto em outros lugares no mundo. No entanto, pode ser que nessa história seja o brasileiro quem esteja saindo perdendo!

Para entender melhor esses conceitos e como eles podem ajudar a sua empresa, confira essa entrevista com alguém que é referência na área desde 2003: Cris Basso. Formada arquiteta e especializada em Visual Merchandising, Basso vem oferecendo consultoria para grandes empresas de todo o Brasil. E, pelos clientes satisfeitos, pode ter certeza de que suas respostas serão de muita ajuda para você, empreendedor.

Agora, Cris Basso responde:

cris bassoComo o visual merchandising e o vitrinismo vão impactar os negócios de um estabelecimento?

As técnicas de visual merchandising e vitrinismo servem para ajudar o empresário a expor melhor os seus produtos. Eu falo “técnicas” porque muita gente desconhece que esse tipo de trabalho exige, sim, técnicas, além de conhecimento de várias áreas, incluindo até o comportamento de consumo. São técnicas que envolvem um melhor planejamento do layout da loja, técnicas para melhorar a exposição dos produtos para que eles se apresentarem mais atraentes, e para que o consumidor passe por uma boa experiência de compra, seja através da aplicação dos cinco sentidos, por uma comunicação visual ou por vários outros caminhos. Com essas estratégias, o estabelecimento se prepara melhor para atender o seu consumidor, recebendo-o de uma maneira única, conforme sua proposta muito bem estudada e planejada.

Há garantia de aumento nas vendas?

O principal objetivo do visual merchandising e do vitrinismo é o aumento das vendas. Se isso não acontece, o trabalho pode não ter sido bem feito. Falo sempre que, se o produto está exposto mas não vende, então não é loja, mas sim um “museu”. Quando o produto está bem exposto, ele atrai mais os consumidores que se predispõem então a conhecê-lo, a experimentá-lo. Com essa interação, o desejo vai se transformando em uma necessidade, daí cabe ao lojista, a sua equipe de vendas e o próprio ambiente de vendas proporcionar uma interação agradável, ou seja, uma experiência agradável que chegue a favorecer a venda. Além do aumento das vendas, devemos considerar que o visual merchandising também trabalha com o fortalecimento da marca.

Clientes e colaboradores devem se sentir mais satisfeitos?

visualPosso garantir que quando esse processo de compra é feito de uma maneira prazerosa, a consequência é a satisfação plena dos clientes, porque passaram por esses momentos, e também pelos colaboradores, que não precisam usar argumentos forçados para estimular a venda, pois a loja por si só já irá trabalhar para colaborar com a satisfação de todos.

Com os colaboradores, é questão de costume. Podem achar que dá trabalho ficar arrumando a loja seguindo alguns critérios, ou ficar trocando de tempos em tempos as vitrinas, mas quando esse “trabalho” resulta em vendas, então valeu a pena a colaboração de todos.

Como pode ajudar o marketing da empresa?

O visual merchandising e o vitrinismo é uma das estratégias de marketing. É claro que existem outras, mas essa pode ser uma das mais baratas (dependo da loja) e das mais eficientes. A Zara, por exemplo, não faz outro tipo de marketing a não ser através do VM e do vitrinismo, e olha o resultado que ela tem hoje no mercado mundial. A loja cria uma identidade que deve ser comunicada e compartilhada em todos os canais. Ainda mais com o marketing digital, pois assim o cliente não se decepcionará em nenhum momento, nem quando visualiza o site ou quando se dirige à loja. Quando mais compartilhamentos, mais a marca fica forte, ou seja, sua identidade fica forte.

Como funciona a consultoria?

visualA consultoria consiste em trabalhar o visual da loja. Não se trata de fazer uma proposta esteticamente bonita, mas tem que ser primeiramente funcional. Algumas pessoas se mostram resistentes pensando que as propostas irão envolver somente gastos com acabamentos diferenciados, mas não se trata disso, pois a consultoria poderá envolver apenas uma proposta de gerenciamento das categorias dos produtos, ou ajustes em relação à iluminação, ou aplicação de técnicas para melhorar as exposições dos produtos. O desafio é fazer com que a loja trabalhe com o potencial que tem, mas se for preciso mudanças mais radicais, desde que tenham objetivos claros e consistentes, irei sugerir.

Como ter um bom visual de loja?

A loja precisa conhecer e reconhecer os seus diferenciais: o espaço de circulação, o layout, o mobiliário, os acabamentos e aqueles detalhes que são únicos daquele espaço. A partir disso, a loja começa a criar a sua identidade, que é única, particular e personalizada. Para se obter um bom visual de loja deve-se aprender a identificar esses diferenciais, deixando-os mais valorizados em um espaço. Assim, quando os produtos entram nesse cenário, eles deverão se apresentar bem organizados e muito atraentes, através de uma exposição com técnica e até com a aplicação de uma boa decoração temática. Esse processo se repete para que o consumidor sinta-se sempre atraído a ponto de tornar-se fã da marca, e melhor, compartilhando essa experiência vivida por ele.

Quer saber mais sobre a Cris? Acesse o site oficial!

Tags: Aprenda como criar um site, como criar um site, visual merchandising, vitrinismo

voltar para Dicas para criar um site

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||