Conteúdo

5 recursos do Google para potencializar seu e-mail

Publicado por Júlio Rocha em 09/09/2015 às 13h57

e-mail

O e-mail é o melhor amigo do empreendedor digital. O Gmail, serviço de e-mail do Google, é fundamental para a vida na internet. É a partir dele que se tem acesso a uma série de ferramentas úteis para aqueles que decidiram aprender como criar um site e fazer carreira na internet. E isso não é tudo, o Gmail está repleto de funcionalidades que podem tornar sua vida profissional no meio digital muito mais fácil.

O contato por e-mail dos dias hoje é o mais indicado para qualquer tipo de conversa formal e, ainda, extremamente útil quando o assunto é marketing. Ao se comunicar com futuros parceiros comerciais e profissionais, por exemplo, o e-mail é a melhor alternativa – fora o encontro presencial, é claro. Saber organizar e explorar tudo o que o seu e-mail pode oferecer, então, vai ajudar o empreendedor na jornada do sucesso online. Com esses 5 recursos do Google, tudo pode ser mais fácil:

  1. E-mail corporativo 

    Se você já sabe como criar um site, provavelmente já comprou um domínio. Se o fez, é possível criar um e-mail corporativo utilizando esse endereço. Por exemplo “seunome@nomedaempresa.com”. E-mails corporativos transparecem profissionalismo. Por isso, é possível utilizar o Gmail como caixa de entrada para seu e-mail corporativo e utilizar seu endereço personalizado com o nome da empresa para manter contatos profissionais.
  2. e-mailCaixa de entrada organizada 

    O terror de quem lida com e-mails diariamente é uma caixa de entrada bagunçada, misturando seus e-mails mais importantes com uma infinidade de promoções e atualizações de redes sociais. Com o Gmail é possível criar categorias e definir níveis de relevância para separar seus e-mails de forma a organizar por assuntos e remetentes. Dessa forma, a navegação será muito mais fácil.
  3. Voltar atrás e facilidades 

    Já apertou o Enter antes da hora ou enviou um e-mail na hora errada? Agora não é mais necessário mandar um outro e-mail pedindo desculpas. Se você perceber o erro instantaneamente, o Google permite que você anule o envio do e-mail errado. Além disso, agora é possível manter uma lista de respostas automáticas. Não que você precise soar como uma máquina, mas quando se recebe muitos e-mails parecidos, a vida pode ficar muito mais fácil se você não precisar reescrever a mesma resposta um milhão de vezes.
  4. Videoconferência 

    Muitas vezes, o e-mail não é suficiente para a comunicação empresarial, especialmente se houver mais de dois interlocutores. Proprietários de contas no Gmail, então, possuem uma vantagem: o Google Hangouts. Convide seus parceiros e contatos para uma videoconferência pelo Hangouts, é necessário apenas uma conta do Google – além de câmera e microfone, é claro, mas esses recursos já estão presentes em qualquer notebook!
  5. Google Drive

    Referência no armazenamento em nuvem, o Google Drive funciona como ele de união entre todas ferramentas do Google. Seja para armazenar fotos, textos ou qualquer outro tipo de documento, o Google Drive facilita a vida de todos que possuam um Gmail. Inclusive, é possível usar o office do próprio Google que é completamente gratuito e pode armazenar seus arquivos diretamente na nuvem.

E-mail hoje em dia é a forma mais eficaz para se comunicar diretamente com outra pessoa. Fique atento a essas dicas e tenha a melhor comunicação de toda a internet. Continue acompanhando o SitePX para mais dicas  valiosas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo, Primeiros passos
Compartilhar

Como fazer contatos importantes responderem seu e-mail

Publicado por Júlio Rocha em 04/09/2015 às 15h22

e-mail mkt

Existente desde os primórdios da internet, a comunicação via e-mail é uma das principais dos tempos modernos, seja para conversas pessoais, trabalhar e-mail marketing ou fazer propostas comerciais. Neste espaço do SitePX já foram dadas várias dicas de como fazer e-mail marketing profissional e que dê resultado. O post de hoje, então, é voltado para você que já sabe como criar um site e, agora, busca novas parcerias e oportunidades através dos contatos profissionais por e-mail.

Assim como nos contatos pessoais, há uma série de fatores que podem levar a sua proposta a ser aceita ou não. E, muitas vezes, todo o contato pode ser prejudicado por uma má primeira impressão. Para evitar que você, empreendedor digital, perca boas oportunidades por causa de e-mails, eis a lista de pontos para levar em consideração ao começar a mandar e-mails em busca de parcerias e oportunidades profissionais, garantindo que seus e-mails sejam respondidos:

  1.        e-mail marketingAperfeiçoe o título do e-mail – o primeiro contato da sua mensagem com o destinatário será aquele campo denominado “assunto”. Desta forma, é preciso conquistar a atenção da outra pessoa já nesse momento. Existem duas estratégias que podem atrair o interesse: curiosidade e utilidade. Se for possível, combinar os dois é o ideal.
  2.        Conte porque você o escolheu – estudos apontam que quem recebe uma proposta sem exatamente definir que função ganharia na parceria não sente que possui uma responsabilidade no projeto, e, com isso, possui mais chances de recusar a parceria. Por isso, é necessário deixar bem claro que você precisa de seu destinatário. E, ainda, a massagem no ego pode deixá-lo mais propício a aceitar.
  3.        Mostre que fez o dever de casa – ao fazer o contato com seu futuro parceiro profissional, mostre que você sabe sobre o que ele tem feito – especialmente e termos de produção de conteúdo – e, também, a situação atual do mercado. Fazer perguntas que poderiam ser respondidas com um rápido procura no Google passará uma imagem ruim.
  4.        O incomum em comum – pode parecer um tópico estranho, mas segundo psicólogos, ao ressaltar que você e seu destinatário possui um gosto ou opinião incomuns em comum ajuda a criar uma relação de identificação. Sabe a alegria de descobrir que mais alguém se encanta com aquela música que só você gosta? Exatamente! Conheça bem a pessoa que vai receber a mensagem e saiba como criar essa relação instantânea com ela.
  5.        Seja claro, direto e educado ao pedir alguma coisa – nada pode incomodar mais uma pessoa do que a sensação de estar sendo enrolado. Então, nada de e-mails gigantes e superdetalhados. Seu destinatário sabe que você espera algo dele, não precisa fingir. Por isso, seja bem claro e direto ao dizer porque ele é necessário para o seu negócio. Mas faço isso, é claro, de forma educada, sempre elogiando o trabalho e seguindo os outros passos da lista.

Fazer dinheiro e construir uma carreira na internet vai além da produção de conteúdo e criação de sites. É fundamental buscar parcerias para poder crescer e abrir novas oportunidades empreendedoras. Se quiser mais dicas de como fazer isso e como criar um site de sucesso, continue seguindo o SitePX!

Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo, Marketing Digital
Compartilhar

Linguagens de programação? Conheça as 9 mais comuns

Publicado por Júlio Rocha em 24/08/2015 às 10h26

programação

Para quem optar por criar um site e buscar o sucesso na internet, conhecer algo sobre linguagens de programação pode ser muito útil. Especialmente porque todos os sites são criados tendo alguma delas – ou até mais de uma – como base. Em quem escolheu o termo “linguagens” para designa-las não poderia ter escolhido outro menor. Aprender códigos como PHP ou CSS é, de fato, como aprender outro idioma.

Leigos no assunto, porém, podem ser espantar com as várias linguagens diferentes dominadas pelos profissionais da web. Para facilitar a vida dos não-iniciados no mundo da programação, o site Github organizou uma lista com as linguagens de programação mais usadas atualmente. O SitePX, agora, compartilha com você:

programação9. C

Uma das linguagens mais antigas e, ainda assim, uma das mais usadas! Criada em 1972, ainda no contexto da Guerra Fria, ela resistiu ao tempo graças às suas características indispensáveis, como estabilidade, universalidade e compatibilidade.

8. C#

A pronúncia é “c-sharp”, nome inglês para a nota musical Dó Sustenido. A C# foi desevonvida em 2000 pela Microsoft. Essa linguagem é uma versão da C, incorporando características de outras linguagens mais modernas como a Object Pascal e Java.

7. C

É a linguagem utilizada em softwares populares como o Google Chrome e os sistemas operacionais da Microsoft, a C foi desenvolvida em 1983 com o objetivo de substituir a C.

6. CSS

Uma das siglas mais comuns para quem está acostumado a lidar com sites. A Cascading Style Sheets (CSS) é utilizada principalmente na criação do layout de sites. Junte ao HTML e Javascript que terá a mais comum combinação para a criação menus e apps.

5. Python

Criada nos anos 90, a Python é reconhecida como uma das mais simples linguagens de programação. Tal facilidade é motivo pela sua popularidade entre programadores de todos os níveis.

4. PHP

Amplamente usada pelo Wordpress, Yahoo e, até mesmo, o Facebook, a linguagem de programação PHP é utilizada em um terço de todos os sites na internet, segundo estimativas.

programação3. Ruby

Considerada pelo Github como a melhor amiga do programador, a linguagem Ruby está sendo utilizada desde meados da década de 90 e não há previsão para que sua popularidade se encerre.

2. Java

Java foi originalmente desenvolvida por James Gosling na Sun Microsystems ( que já foi adquirida pela Oracle Corporation) e lançado em 1995, a linguagem toma grande parte de sua sintaxe do C e C , mas tem menos recursos de baixo nível do que qualquer um deles.

1. JavaScript

Apesar do nome, a linguagem JavaScript e Java não têm muito em comum. É considerada, junto com o HTML e o CSS, uma das tecnologias fundamentais de internet, sendo usada pela maioria dos sites da atualidade.

Domina algumas dessas linguagens de programação? Se não, não há problema! Afinal, com o SitePX toda a construção do seu site é feita de forma automática em uma plataforma amigável. Mas, de qualquer forma, é interessante conhecer a lista!

Para mais dicas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, continue acompanhando o SitePX.

Categoria: Conteúdo
Compartilhar

Os 7 primeiros passos para atingir o sucesso online

Publicado por Júlio Rocha em 14/08/2015 às 14h42

SUCESSO

Um começo forte pode ser tudo o que uma empresa quer para conseguir, de fato, atingir o sucesso online. Após criar um site, muitos empreendedores se perguntam “e o que eu faço agora?”. A resposta que encontrar para essa pergunta pode determinar os rumos de sua empresa ou empreendimento. Mas você não precisa se bater muito para respondê-la. O SitePX te ensina os sete primeiros passos fundamentais para o seu sucesso na internet.

  1.        Encontre um vazio para preencher – Por mais antiga e explorada que seja sua área de atuação, é sempre possível identificar algo que ainda precisa ser explorado. Vá atrás de seus concorrentes e procure em fóruns, redes sociais ou outro espaço onde possa encontrar clientes em potencial e descubra o que é está fazendo falta dentro da sua área. Quando descobrir, seja o primeiro e o melhor a oferecer!
  2.        Venda sua marca pelo bom conteúdo – Guarde a seguinte frase na sua mente para o resto de sua vida: conteúdo é tudo! Guardou? Muito bem! Bom conteúdo é o grande diferencial das boas empresas na internet. Ao descrever seus produtos e serviços sempre responda a pergunta “como esse produto resolverá meus problemas?”. E, é claro, “quais problemas?”.
  3.        ONLINEFaça o seu site valer a pena – Use cada recurso que puder ajudar seu site a ganhar notoriedade. Sem, é claro, deixá-lo uma bagunça. Você pode criar um blog para compartilhar notícias e opiniões, uma loja virtual, um catálogo de imagens... Além disso, garanta que seu site seja responsivo (o SitePX faz isso por você!) para que seus clientes possam acessar seu site direito em dispositivos móveis.
  4.        Apareça no Google e outros buscadores – Se ainda não o faz, comece já a estudar o SEO! Otimizar seu site para ser encontrado pelo melhor público possível é uma forma de impulsionar consideravelmente o seu empreendimento. Utilizando as ferramentas de otimização do SitePX e lendo nossos posts sobre SEO, você estará no caminho do sucesso.
  5.        Invista na construção de reputação – Na internet, boa parte do sucesso está em se tornar uma figura da rede, quase um personagem. Isso faz parte do trabalho de redes sociais, principalmente. Tenha uma voz para se comunicar com internautas e possíveis clientes, lembrando, é claro, de respeitar até os mais atrevidos. Incentive sempre que seu conteúdo seja compartilhado!
  6.        Comece o e-mail marketing – O e-mail marketing, hoje em dia, passou a ser uma das mais eficazes formas de divulgar produtos, serviços e promoções de uma empresa. Seguindo dicas que já foram dadas aqui no blog, você poderá construir e-mails que serão lidos e terão maior potencial para converter clientes.
  7.        Fidelize seus clientes – Para sobreviver em um ambiente competitivo como a internet, é preciso ter pessoas que te defendam como advogados fariam! Para fazer isso, se torne uma figura indispensável para o se consumidor e internauta. Os esforços valem a pena, e muito! Sabia que fazer clientes retornarem pode ser até cinco vezes mais barato do que conquistar novos?

Agora que já sabe por onde começar, o que acha de colocar a mão na massa e criar um site para conquistar a internet? Seguindo as dicas do SitePX vai ser muito fácil criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo, Redes Sociais
Compartilhar

3 maneiras de utilizar imagens para ganhar público

Publicado por Júlio Rocha em 10/08/2015 às 14h02

público

A atenção do consumidor na internet é completamente baseada em seus impulsos visuais. Mesmo o melhor dos textos perderá os olhares dos internautas se não for apresentado com uma boa imagem. Para ganhar público, então, é necessário saber trabalhar os elementos visuais na hora de criar um site e produzir conteúdo.

Para isso, no entanto, não basta pegar um punhado de fotos de um banco e distribuí-las pelo site e redes sociais. Todos os elementos da imagem devem ser pensados, desde as cores até as frases de call-to-action. Mas não se preocupe, isso não é nada de outro mundo. Tudo o que precisa fazer é trabalhar suas imagens em três frentes diferentes, formando um checklist de nove passos antes de publicar.

Para ganhar público com autenticidade

públicoReforçando o que foi dito antes: fotos genéricas de banco de imagens não conquistam ninguém. Provavelmente já ouviu falar em Henri Cartier-Bresson, um dos maiores fotógrafos da história da humanidade. Este francês disse uma vez que ao fotografar um aniversário, por exemplo, não se deve se preocupar nas imagens que conseguirá e, sim, em capturar pelo menos um segundo da essência de que o foi a festa. Isso é autenticidade! Para atingi-la, pode-se fazer três coisas:

  1.        Personalidade da marca – Defina qual é a identidade de sua empresa e atente-se a ela. Quais são as cores predominantes? A temática? O tom das mensagens?
  2.        Personalidade do cliente – É necessário que suas imagens criem identificação em seu consumidor. Do que eles gostam? Como se comunicam? Crie uma buyer persona e lembre-se que é com ela que você está falando.
  3.        Acompanhe resultados – Não é a coisa mais fácil do mundo identificar padrões de comportamento! Talvez você não acerte de primeira, mas acompanhe bem o resultados para encontrar a linguagem ideal.

Para ganhar público com os sentidos

A melhor imagem é aquela que passa, além de informação, sentimentos para os leitores. Seja alegria, tristeza, raiva ou nostalgia. Se você conseguir despertar uma emoção real no consumidor, é mais provável que ele reaja a sua publicação.

  1.        Preste atenção às texturas – Fotos com texturas – como grama, areia, água, chocolate e afins – são capazes de trazer sensações de tato, cheiro e gosto com alguma facilidade.
  2.        Corte as imagens do jeito certo – Qual é o pedaço da imagem que realmente vai causar impacto no consumidor? Faço com que ele seja o principal elemento da imagem, só não esqueça que ela precisa fazer sentido mesmo com o corte!
  3.        bússolaUtilize perspectiva – Contrastes de grande e pequeno, perto e longe ou outros possíveis, são uma boa forma de despertar emoções no leitor.

Para ganhar público com relevância

Imagens bonitas são muitos legais. Mas sabe o que é melhor? Imagens com algum objetivo! O consumidor não recebe impacto quase nenhum das fotos genéricas de pessoas bonitas dos bancos imagens. A imagem precisa estar lá com um bom motivo.

  1.        Valores da empresa – Não hesite em usar imagens impactantes que mostrem com força quais são os ideais e valores da empresa.
  2.        Contexto – Sobre o que é a imagem? Alguma campanha publicitária? Promoção? Evento? Seja  que for, a imagem principal deve ter relação com esse contexto.
  3.        Cultura – Em que época do ano está sendo postada a imagem? Há celebrações culturais no momento? Pode utilizar imagens que remeta a essas datas.

Pode ter certeza que seguindo esses passos, sua imagem terá todo o apelo visual necessário para atrair cliques e clientes. Mas não deixe de seguir o SitePX para mais dicas imprescindíveis de empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo, Imagens
Compartilhar

5 dicas fundamentais para fazer um site decolar

Publicado por Júlio Rocha em 07/08/2015 às 14h02

dicas

Hoje em dia, com todas as tecnologias existentes, e com o SitePX, é muito fácil criar um site. Mas pode não ser tão fácil assim fazer sites recém-criados ou de empresas pequenas conquistarem seu espaço na internet. Algumas práticas são necessárias para garantir esse sucesso. Mas nada de outro mundo, não se preocupem, para quem acompanha o SitePX, não é só criar um site que é fácil, mas fazê-lo decolar também!

Se quiser garantir que seu site faça sucesso, aumente vendas e tenha uma boa conversão, antes você precisar garantir algumas coisas:

  1. Conteúdo – Como já mencionamos aqui no SitePX algumas vezes, o marketing de conteúdo é dos pilares do inbound marketing, uma prática em ascensão que ajuda a garantir que sempre haja internautas orbitando sua empresa na internet. Ao oferecer bom conteúdo – no lugar de ficar insistindo em oferecer produtos – você torna sua empresa uma parceira do cliente e, assim, deixa-o mais confiante para conhecer melhor seu empreendimento.
  2. dicasCoisa nova – O marketing de conteúdo não é algo que você faz uma vez e já tá bom. Melhor ir lançando menos conteúdo por bastante tempo do que jogar muito de uma vez e nunca atualizá-los. O internauta gosta de coisa nova, ao entrar no site e olhar o conteúdo com datas antigas – ou entrar várias vezes e sempre ver a mesma coisa – sairá com a impressão de abandono, o que não é legal para o site.
  3. Links com naturalidade – Talvez você já tenha ouvido falar que ter muitos links para o seu site é bom para que o Google o encontre. E isso não é mentira! No entanto, algumas pessoas abusaram dessa prática e começaram a trocar links de forma exagerada. Assim, o Google começou a punir sites com excesso de links estranhos. Isso não quer dizer que você não deva trocar links e tudo mais, apenas não o faça de forma forçada. Pratique o linkbuilding naturalmente.
  4. Estrutura e organização – Tanto seus visitantes quanto o Google agradecerão, e muito, se o seu site tiver uma navegação simples e intuitiva. Crie suas páginas e as organize sempre pensando em oferecer aos internautas a maior facilidade possível. Sem páginas desnecessárias, blocos exagerados de texto e um infinidade de links. A experiência de visitar um site – especialmente para compras – deve ser a mais simples e direta possível.
  5. Imagens profissionais e originais – O apelo visual de um site pode significar boa parte do sucesso deste! Se possível oferecer fotos e ilustrações originais, ofereça. Conteúdo em imagem – como infográficos e fluxogramas – são sempre muito apreciados e compartilhados pelo público da internet. Caso não tenha como dispor sempre da possibilidade de produzir conteúdo original em imagem, compense utilizando boas fotos profissionais de banco de imagem, mas sempre atento aos direitos autorais!

Claro que para fazer sites decolarem, você precisa primeiro criar um site, não é? Faço isso com o SitePX e será muito fácil seguir essas 5 dicas para o sucesso! E para mais dicas valiosas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, é só seguir o SitePX!

Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo
Compartilhar

Conversão: Por que as pessoas visitam meu site e não compram?

Publicado por Júlio Rocha em 03/08/2015 às 15h13

conversão

Tendo um bom site, com bom SEO e um bom trabalho de redes sociais, é bem possível que o seu site esteja com uma ótima média de acessos. Mas garantir os acessos nem sempre garante conversão! É frequente que sites muito visitados nem sempre consigam capturar a atenção e despertar nos consumidores o desejo da compra. Caso isso esteja acontecendo com seu site, talvez você se pergunte “o que estou fazendo de errado?”.

E para responder essa pergunta, o SitePX elaborou uma lista com os motivos mais comuns – e simples de resolver! – que podem levar a uma baixa taxa de conversão. Vamos a ela, então?

O que está diminuindo minha taxa de conversão?

  1.        Too much information – Qual é a primeira visão de quem acessa o seu site? Muitos textos, imagens e links? Ter conteúdo é muito bom, muito mesmo. No entanto, a forma de apresentá-lo em seu site deve ser bem cuidada para não deixar seu futuro cliente perdido no meio de tantas informações! Lembre-se: seu objetivo inicial é induzi-lo à compra. Dessa forma, faça com que o caminho para fechar um negócio seja o mais simples é fácil de encontrar! Não tenha medo de trocar textos por imagens leves e links por botões de ação, é o melhor jeito.
  2.        conversãoCara, cadê meu carrinho? – Talvez você já tenha passado pela seguinte experiência frustrante: após vários minutos escolhendo produtos e se preparando para comprá-los, você descobre que o carrinho de compras do site é simplesmente impossível de ser encontrado. O que acontece? Você provavelmente desiste da compra e vai buscar seus produtos em outro lugar! Isso não pode, de forma alguma, acontecer com seus clientes. Mas não se preocupa, com os templates de loja virtual do SitePX, realizar compras no seu site será sempre fácil.
  3.        O que falar dessa loja que considero muito? – Já pensou em coletar depoimentos de clientes satisfeitos? Aqui no SitePX já mencionamos a importância de ter pessoas reais falando de sua marca e, ainda, ensinamos como fazer com que isso aconteça. Hoje há muita oferta de sites e lojas virtuais na internet, aqueles possuem pessoas reais comprovando sua veracidade e qualidade estão na vantagem em relação à concorrência. Então, talvez um bom depoimento seja exatamente o que está faltando para o seu site.
  4.        Correspondências extraviadas – É preciso tomar cuidado e garantir que suas informações de contato estejam bem detalhadas e fáceis de encontrar no site. Caso contrário, as tentativas de contato dos consumidores poderão ser frustradas, o que, logicamente, dificulta muito as vendas. Então, reforçando, garanta que suas informações de contato (e-mail, telefones, redes sociais...) estejam sempre presentes, corretas e fáceis de encontrar.
  5.        Mais você – Qual é o seu diferencial? Por que o cliente deve escolher a sua marca e não as outras várias que estão por aí na mesma luta? É preciso deixar claro, escancarado até, onde é que sua empresa se destaca das demais. Mostre o que você tem que ninguém mais pode oferecer, seja um atendimento diferenciado, um humor típico, uma função social ou educativa. O SitePX sabe que você tem algo especial para mostrar. Pois mostre,  e garanta assim que seu site seja a melhor opção para todos!

Alguma dúvida? Seguindo essas dicas, você provavelmente resolverá o problema da falta de conversão. Transformar acessos em vendas não é coisa de outro mundo, basta saber mostrar que você é o melhor! E para mais dicas valiosas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, continue acompanhando blog do SitePX.

Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo, Loja Virtual
Compartilhar

O sucesso do Facebok mostra que é hora de investir em mobile

Publicado por Júlio Rocha em 31/07/2015 às 14h52

facebook mobile

O Facebook liberou uma série de novos dados sobre o desempenho da empresa nesse mundo ultraconectado em que vivemos. Sendo a empresa de Mark Zuckerberg simplesmente uma das maiores de toda a internet, as novidades no relatório da rede social podem mostrar as novas tendências do mercado do empreendedorismo digital. E, veja só, ao que tudo indica, o futuro e o presente estão na navegação mobile.

Para começar, o Facebook atingiu um recorde pessoal: o maior número de usuários ativos da história da empresa. A média mensal de usuários foi de 1,49 bilhões! Em um mundo de pouco mais de 7 bilhões de habitantes, há de se convir que isso é muito. Especialmente considerando que a média registrada em 2014 era consideravelmente inferior, 968 milhões, é possível enxergar a ascensão astronômica do Facebook.

Quanto ao faturamento, o crescimento é ainda mais estrondoso. Se no período analisado em 2014 havia 2,19 bilhões de dólares entrando nas contas de Mark Zuckerberg, em 2015 houve um aumento de 85%, levando o faturamento total da empresa para 4,042 bilhões! Ou seja, alguma coisa certa eles estão fazendo, não é? E você, empreendedor, provavelmente quer acertar também. Uma dica:

O segredo do Facebook está no mobile

facebook mobile

Uma das principais fontes de lucro do Facebook é a venda de espaço publicitário. Por meio de anúncios e postagens impulsionadas, a rede social gera boa parte da sua receita. E, veja só, 76% de todo esse dinheiro está vindo dos anúncios para dispositivos móveis. As plataformas portáteis já representam metade dos acessos à rede social. Dos 1,314 milhões de usuários ativos diários, 655 mi acessam a partir de um smartphone, tablet ou outro dispositivo móvel.

Quando bem feita, a publicidade em dispositivos móveis tem aceitação pelo público mais fácil do que em sua versão para computadores de mesa. Dessa forma, empreendedores logo perceberam que o número de cliques e conversões nesse tipo de plataforma estava sendo consideravelmente maior do que antes. E, assim, o faturamento do Facebook com anúncios em smartphones e tablets só aumentou!

Tendo essa tendência revelada, é possível em chegar um promissor caminho pela frente, não? A informação é útil para os dois lados da transação: veículo e anunciante. Caso você seja o anunciante, saiba que seu produto ou serviço precisa estar sendo bem divulgado em plataformas móveis, pois é delas que saem a maioria dos cliques e leituras. Estando do outro lado da moeda, vale ressaltar a importância de manter seu site – veículo de anúncios – sempre adaptado para aparecer da melhor forma em dispositivos móveis.

Aqui no blog do SitePX, você pode acompanhar várias dicas de como garantir que seu site tenha sempre o melhor desempenho em dispositivos móveis. Além das várias dicas contidas neste valioso espaço, lembre-se que a plataforma do SitePX garante que, ao criar um site, você tenha automaticamente a melhor versão mobile possível.

Para mais dicas valiosas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, basta continuar acompanhando o SitePX!

Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo, Divulgação, Redes Sociais
Compartilhar

6 ferramentas para turbinar o SEO do seu site

Publicado por Júlio Rocha em 29/07/2015 às 14h17

SEO

O SEO é uma das principais formas de praticar o inbound marketing. Aqui no SitePX, além de facilitarmos sua prática em nossa plataforma, damos dicas semanais de como trabalhar para garantir que seu site tenha o melhor posicionamento possível nos buscadores como o Google, o Bing... Ok, praticamente só o Google, que é o que importa! No entanto, praticar o SEO é apenas o começo.

É necessário analisar seu posicionamento e resultados das campanhas. E, há de se convir, fazer essa análise manualmente pode ser muito difícil! Mas não preocupe, não há mal nenhum em utilizar softwares e aplicativos que te ajudem a acompanhar seu resultados. Pensando nisso, o SitePX disponibiliza essa lista de seis ferramentas que podem te ajudar a analisar seu SEO para melhorar seus próximos passos.

  1.        SEOWoorankUm software com algumas (poucas) opções gratuitas, mas que pode oferecer relatórios bem detalhados para usuários premium. Dentre os itens avaliados, o Woorank te dirá quais são suas 5 prioridades, dicas de como melhorar a versão móvel do seu site, relatório SEO e muito mais!
  2.        Marketing grader Este programa mede o desempenho do seu site em três frentes específicas: o topo do funil (o seu site está atraindo leitores?), o meio do funil (os consumidores que entraram estão sendo convertidos?) e a análise padrão de SEO, comparando a outros clientes do serviço. Muito útil!
  3.        TrafficTravisO TrafficTravis oferece uma análise completa do desempenho SEO do seu site. Além de checar o quanto o posicionamento do seu site mudou durante o período estudado, o Travis te dirá em quais pontos seu site está forte ou fraco para que você posso alterá-los se necessário. Além disso, ele te coloca em um ranking com a sua concorrência para que você saiba que está na sua frente.
  4.        SEOWorkersO SEOWorkers é uma ferramenta gratuita que oferece um relatório muito completo do SEO do seu site inteiro. A diferença deste para outros softwares analíticos é que seu relatório oferece aspectos mais técnicos e complexos que os demais, ainda que sua interface seja simples e direta.
  5.        LipperheySabe quando alguém diz que você está fazendo alguma coisa errada mas não te ensina a consertar? Esse alguém não é o Lipperhey! Este software oferece, gratuitamente, um relatório com todo o SEO praticado em seu site. Caso alguns dos itens não esteja perfeito, você pode pagar para que o Lipperhey o resolva para você.

Aliando esses softwares ao Relatório SEO do SitePX, falta de informação nunca será uma barreira entre você e o melhor posicionamento no Google. Sabendo sua colocação, a de seus concorrentes e os pontos fortes e fracos do seu SEO é possível garantir que esteja praticando a otimização da melhor maneira possível.

E para garantir que você esteja em dias com as novidades do mercado e do marketing digital, basta acompanhar o SitePX e receber várias dicas semanais de empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo, SEO
Compartilhar

Como fazer dinheiro com Marketing de Conteúdo – parte 2

Publicado por Júlio Rocha em 22/07/2015 às 15h43

marketing de conteúdo

Como mencionado na primeira parte, a explosão do surgimento de produtores de conteúdo da internet – com diferentes níveis de qualidade – é uma oportunidade única para aquele que pratica o bom Marketing de Conteúdo se destacar entre a multidão. O primeiro passo, como você já deve saber, é entender a própria empresa e delinear suas diretrizes de ação. Afinal, criar um site de sucesso não é só boa vontade, envolve estratégia e preparo também!

Nesta segunda parte, é hora aprender como colocar sua estratégia em prática. Dando sequência aos seis passos fundamentais delineados pelo Content Marketing Institute, agora você entenderá como que aumentar o conhecimento sobre sua empresa e público é fundamental para traçar uma estratégia eficaz!

Marketing de Conteúdo se faz com estratégia

Para lembrar rapidamente o conteúdo do texto anterior: você já encontrou sua zona de conforto, já definiu qual característica destaca seu textos dos demais e documentou qual será sua mídia principal e foco do conteúdo. A questão agora é: o que fazer com isso tudo?

  1.        conteúdoCultivando a audiência – Você já conseguiu encontrar seu nicho, seu diferencial e escolheu o veículo que melhor se adequa ao seu perfil. Agora o objetivo é fazer com que cada visitante novo de seu site queira voltar. Mais de uma vez. É aqui que você começa a trabalhar as várias técnicas de redes sociais e SEO diversas vezes abordadas aqui no próprio SitePX. E sabe qual métrica você vai usar para medir o sucesso do seu conteúdo? A captação de e-mails! Os maiores produtores de conteúdo do mundo agora estão mais preocupados em cultivar uma base fiel de leitores via e-mail do que qualquer outra coisa. Há quem defende que você só comece a tentar realizar vendas quando tiver uma base de pelo menos alguns milhares de e-mails!
  2.        Diversificação – Agora que o seu modelo base já está dando resultado e fidelizando público internet afora, é hora de diversificar e conquistar consumidores em outras mídias. Tome como exemplo o caso da ESPN. No ano de sua inauguração, 1979, a emissora era unicamente um canal de tevê a cabo voltado para programação esportiva. Essa é a sua base. Em seus 40 anos de história, no entanto, a empresa cresceu e passou a dominar o mundo das rádios, websites, revistas impressas, redes sociais e ainda mais. Hoje, a empresa é referência em conteúdo esportivo em todo o mundo.
  3.        Monetização – Quando você já tem sua base definida e até teceu alguns fios extras de sua teia de comunicação, é hora de fazer dinheiro! Nessa altura do campeonato, você provavelmente já sabe todas as informações demográficas necessárias para começar a descobrir formas de monetizar seu conteúdo. Você pode vender consultoria, ebooks, softwares, seu próprio serviço e aquelas que você sentir que são as necessidades e desejos de seu cliente na internet. A relação de confiança e fidelidade já foi construída, pode ter certeza de que a boa vontade por parte dos clientes é grande.

Não é tão difícil! Com esses seis passos divulgados nos dois últimos posts do SitePX, você aprende como fazer dinheiro com Marketing de Conteúdo, seguindo as mesmas diretrizes que os maiores profissionais do mercado em todo o mundo. E para mais dicas quentes como estas, basta seguir o SitePX e aprender tudo o que precisa sobre empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo, Marketing Digital
Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||