O que aprender com uma campanha frustrada?

Publicado por em 30/01/2015 às 11h22

Uma campanha frustrada pode gerar raiva

Um fato triste, porém saudável, da publicidade e do marketing digital é que campanhas fracassam, é como criar um site que não obtenha sucesso. O mercado é competitivo e o público é volátil, o fracasso de uma campanha não significa a inabilidade do marqueteiro ou do publicitário. Porém, o estresse causado pela frustração de não obter o sucesso esperado faz com que logo as discussões comecem e cada participante jogue a culpa para o outro, como uma batata quente. O segredo é segurar as acusações, olhar para o seu trabalho e descobrir onde você errou.

O problema é encarar o erro como um prego no caixão de sua carreira no marketing. Um erro pode ser extremamente útil e positivo até quando você for criar um site. Apenas errando é possível entender que sua visão do público talvez não esteja tão precisa quanto já foi ou que novos veículos e novas tecnologias pedem diferentes trabalhos. O empresário Ephraim Bander, dono da companhia Sitcky de tecnologia de propaganda digital, deu quatro dicas importantes para identificar o erro e aprimorar próximas campanhas. O SitePX teve acesso a elas e compartilha com vocês:

  1. Pare de transferir a culpa

Enxergar o erro é fundamental para o sucesso da campanhaO redator culpa o designer, que culpa o diretor de marketing, que culpa a senhora da limpeza que, por sua vez, culpa o analista de dados por usar o banheiro sem dar descarga e, ainda por cima, sair sem lavar as mãos. E sabe o quanto essa brincadeira ajuda? Em nada. Apenas desvia o foco do verdadeiro erro e cria a desunião em uma equipe que sempre trabalhou bem e possuía boa química.

Bander diz que o erro pode ser algo muito mais simples e comum: a campanha simplesmente não foi vista. O americano fala sobre o conceito de viewability – que ainda não recebeu uma boa tradução para o português – e explica como esta nova métrica está afetando as novas campanhas.

  1. Pesquise publicadores e seus anunciantes

Faça uma boa pesquisa de campo, estude o comportamento e o desempenho de diversos publicadores – sites que publicam publicidade – e com quais anunciantes trabalham. Assim, é possível compreender quais são os principais publicadores e, por consequência, os principais anunciantes. Com o estudo dedicado, logo será possível identificar quais são os padrões de trabalho dos mais importantes nomes da área. Além, é claro, de separar os canastrões.

  1. Estude a viewability dos publicadores

O bom marketing precisa ser vistoAgora vamos à definição breve do conceito de viewability. O termo estrangeiro se refere ao quanto é visto de um anúncio na web. O mínimo aceitável, segundo especialistas do Google, é de 50% dos pixels por segundo. De acordo com as pesquisas realizadas por eles, 56% dos anúncios publicados em sites passam completamente despercebidos pelos usuários. Por isso, o conceito de viewability foi desenvolvido, para funcionar como uma nova métrica que possibilite anunciantes estudarem o impacto de suas propagandas.

E o que exatamente afeta a viewability? Especialmente ao criar um site com problemas de diagramação e má qualidade de servidores. Por exemplo, se for necessário descer a barra de rolagem para visualizar o anúncio, a viewability já é prejudicada. Assim como a demora para carregar a publicidade pode fazer com que o internauta saia da página antes de visualizá-la. A partir de agora, sempre que entrar em um site procure os anúncios e repare se eles carregam rápido e estão bem localizados na página.

  1. Não compre espaço sem dados

Quando for comprar espaço para anúncio – seja você empregado de uma agência ou o próprio anunciante – peça para o publicador todos os dados e métricas que são importantes para a campanha. Não apenas o clássico mídia kit com informações demográficas básicas sobre o público do site e suas características.

É preciso dados sobre o tempo de carregamento das páginas (para evitar situações como a mencionada no tópico anterior), comportamento do usuário ao acessar o site, audiência de páginas internas, conteúdos com mais cliques, visualizações de anúncios... Quanto mais souber sobre o publicador, melhor será o desempenho de uma campanha. Além de permitir a identificação de bons lugares para anunciar.

Após criar um site para sua empresa, será necessário um trabalho de publicidade e divulgação. O Marketing Digital tem trazido muitas conquistas para empreendedores. Porém, é preciso estar preparado para o fracasso de uma campanha. Com as tecnologias em um estado constante de evolução e modificação, é comum que erros que antes não existiam frustrem alguns esforços. Para prosperar, deve-se encarar o erro com maturidade e estudar novas possibilidades com a sua equipe.

Uma boa fonte de estudo é o Blog do SitePX, por exemplo. Aqui são compartilhadas notícias e dicas para a prosperidade no mundo digital. Então, para mais dicas de como criar um site de sucesso , é só continuar acompanhando o blog e ler as postagens anteriores. Até a próxima!

Categoria: Conteúdo
Tags: blog, dicas, marketing, publicidade, SitePX

voltar para Dicas para criar um site

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||