O que é conteúdo de qualidade para o Google?

Publicado por em 15/04/2015 às 11h18

googleNão é segredo que o Google possui um complexo algoritmo que ranqueia diversas páginas da web conforme a adequação a uma série de regras. Também não é segredo que o Google é responsável por grande parte dos acessos da maioria dos sites. Dessa forma, é muito interessante garantir que seu site esteja de acordo com tais regras.

Algo que o Google considera de suprema importância na hora de definir qual página deve estar em primeiro lugar é a qualidade do conteúdo. No entanto, qualidade parece ser um fator um tanto quanto subjetivo para ser matematicamente mensurado. Por isso, o próprio Google lança constantes atualizações com novas fórmulas que separam o bom conteúdo do mau conteúdo.

Evite o que o Google não gosta

conteúdo

Se as discussões sobre “bom ou mau”, “bem escrito ou mal escrito” e outras polêmicas dicotomias são subjetivas demais para a matemática, algumas gambiarras podem, sim, ser identificadas por mecanismos automatizados. Portanto, um jeito de provar para o algoritmo do Google que seu conteúdo é de qualidade é provando, justamente, que voce não precisa apelar. Uma lista com algumas características consideradas negativas pelo Google:

  • Conteúdo gerado automaticamente
  • Esquema da troca de links
  • Páginas com pouco – ou nenhum – conteúdo original
  • Cloaking, ou camuflagem de conteúdo, que é o ato de disfarçar o conteúdo de uma página por meio de um URL enganosa
  • Conteúdo copiado
  • Texto com palavras-chaves irrelevantes
  • Conteúdo malicioso, como vírus e phishing

Há, ainda, mais fatores considerados negativos pelo Google, esses são alguns dos principais. É possível conferir os outros diretamente da fonte! Vale lembrar, então, que tais tipos de estratégias são detectadas pelo algoritmo do Google e, consequentemente, sites que as utilizam são penalizados no ranqueamento.

Não ache, no entanto, que o Google considere ruim o uso das técnicas de SEO. Muito pelo contrário, ele até o incentiva. No entanto, caso seja entendido que as técnicas foram usadas para divulgar conteúdo de pouco qualidade, aí sim há a punição.


Há, sim, seres humanos por trás da avaliação do Google

conteúdo

O Google ainda não revelou isso oficialmente, mas documentos vazados apontam que existe um time de Quality Raters da empresa. Ou seja, funcionários reais que leem o conteúdo e o colocam o carimbo de “bom conteúdo” ou “mau conteúdo”. Esta equipe é responsável não apenas por julgar os sites ranqueados, mas, por meio de relatórios, aprimorar o algoritmo. Por sorte, há uma lista de itens que os avaliadores gostam de encontrar no conteúdo:

  • Nível expert – Pode ter certeza que o avaliador saberá dizer se o conteúdo foi feito pelo estagiário, ou, pelo menos, o estagiário ruim. É importante que seu conteúdo transpareça conhecimento.
  • Experiência do usuário – O time do Google busca sites que ofereçam uma boa experiência. Seja pela boa navegação, design agradável e disposição inteligente do conteúdo.
  • Quantidade – Páginas cheias e muitas páginas são um bom sinal. Desde que, é claro, não estejam cheias como linguiças. A qualidade ainda conta!
  • Interação com boas fontes – Quais são as fontes de informação de seu conteúdo? São boas? Então, cite-as! Mostre ao Google que você possui boas referências.
  • Contato acessível – Não deixe que os avaliadores pensem que você está se escondendo. É necessário deixar bem visível uma área de contato!
  • Atualidade – Conteúdo velho e desatualizado não é bem aceito. Dessa forma, lembre-se de manter o site sempre repleto de novidades e não tema mudar o conteúdo de páginas já criadas.

Agora que o leitor já sabe o que fazer e não fazer na hora de produzir conteúdo, uma curiosidade: o filtro de qualidade do Google se chama Panda. Ou seja, há um Panda fiscalizando diariamente o conteúdo produzido por você para garantir que apenas sites de qualidade sejam priorizados no buscador. Divertido, não?

Para mais dicas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, continue acompanhando o blog do SitePX!

Fonte: Content Marketing Institute
Categoria: Como atrair clientes, Conteúdo
Tags: aparecer para o google, google , internet, seo, SitePX

voltar para Dicas para criar um site

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||