Primeiros passos

5 recursos do Google para potencializar seu e-mail

Publicado por Júlio Rocha em 09/09/2015 às 13h57

e-mail

O e-mail é o melhor amigo do empreendedor digital. O Gmail, serviço de e-mail do Google, é fundamental para a vida na internet. É a partir dele que se tem acesso a uma série de ferramentas úteis para aqueles que decidiram aprender como criar um site e fazer carreira na internet. E isso não é tudo, o Gmail está repleto de funcionalidades que podem tornar sua vida profissional no meio digital muito mais fácil.

O contato por e-mail dos dias hoje é o mais indicado para qualquer tipo de conversa formal e, ainda, extremamente útil quando o assunto é marketing. Ao se comunicar com futuros parceiros comerciais e profissionais, por exemplo, o e-mail é a melhor alternativa – fora o encontro presencial, é claro. Saber organizar e explorar tudo o que o seu e-mail pode oferecer, então, vai ajudar o empreendedor na jornada do sucesso online. Com esses 5 recursos do Google, tudo pode ser mais fácil:

  1. E-mail corporativo 

    Se você já sabe como criar um site, provavelmente já comprou um domínio. Se o fez, é possível criar um e-mail corporativo utilizando esse endereço. Por exemplo “seunome@nomedaempresa.com”. E-mails corporativos transparecem profissionalismo. Por isso, é possível utilizar o Gmail como caixa de entrada para seu e-mail corporativo e utilizar seu endereço personalizado com o nome da empresa para manter contatos profissionais.
  2. e-mailCaixa de entrada organizada 

    O terror de quem lida com e-mails diariamente é uma caixa de entrada bagunçada, misturando seus e-mails mais importantes com uma infinidade de promoções e atualizações de redes sociais. Com o Gmail é possível criar categorias e definir níveis de relevância para separar seus e-mails de forma a organizar por assuntos e remetentes. Dessa forma, a navegação será muito mais fácil.
  3. Voltar atrás e facilidades 

    Já apertou o Enter antes da hora ou enviou um e-mail na hora errada? Agora não é mais necessário mandar um outro e-mail pedindo desculpas. Se você perceber o erro instantaneamente, o Google permite que você anule o envio do e-mail errado. Além disso, agora é possível manter uma lista de respostas automáticas. Não que você precise soar como uma máquina, mas quando se recebe muitos e-mails parecidos, a vida pode ficar muito mais fácil se você não precisar reescrever a mesma resposta um milhão de vezes.
  4. Videoconferência 

    Muitas vezes, o e-mail não é suficiente para a comunicação empresarial, especialmente se houver mais de dois interlocutores. Proprietários de contas no Gmail, então, possuem uma vantagem: o Google Hangouts. Convide seus parceiros e contatos para uma videoconferência pelo Hangouts, é necessário apenas uma conta do Google – além de câmera e microfone, é claro, mas esses recursos já estão presentes em qualquer notebook!
  5. Google Drive

    Referência no armazenamento em nuvem, o Google Drive funciona como ele de união entre todas ferramentas do Google. Seja para armazenar fotos, textos ou qualquer outro tipo de documento, o Google Drive facilita a vida de todos que possuam um Gmail. Inclusive, é possível usar o office do próprio Google que é completamente gratuito e pode armazenar seus arquivos diretamente na nuvem.

E-mail hoje em dia é a forma mais eficaz para se comunicar diretamente com outra pessoa. Fique atento a essas dicas e tenha a melhor comunicação de toda a internet. Continue acompanhando o SitePX para mais dicas  valiosas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo, Primeiros passos
Compartilhar

Entenda o que é uma URL e como elas podem ajudar o seu site!

Publicado por Júlio Rocha em 24/07/2015 às 15h33

url

Sigla para Uniform Resource Locator (Localizador Padrão de Recursos), a URL é, basicamente, o endereço que levará o internauta ao seu site e todo conteúdo inserido nele de forma organizada. Para você ver na prática, basta olhar para aquela parte do seu navegador onde você digita o endereço que pretende visitar. Repare que sempre que se você mudar de página, mesmo que dentro de um mesmo site, a URL será diferente. E como isso pode te ajudar?

Acontece, caro empreendedor, que a URL amigável é uma das principais ferramentas para SEO. Ou seja, tomando o devido cuidado, escolher uma boa URL pode garantir que seu site seja encontrado com mais facilidade nos buscadores como o Google. Mas, logicamente, é preciso ter alguns cuidados para que isso ocorra da melhor forma possível. E isto é o que o SitePX vai te ensinar agora!

Como fazer uma URL amigável

urlPrimeiro, uma breve explicação de o que é uma URL amigável: se você navegar em alguns sites que não sejam o SitePX, provavelmente irá reparar que existem várias URL cheias de números e caracteres estranhos. Essas são exatamente o oposto de uma URL amigável! Para que uma URL pode realmente ter uma relação de amizade com o internauta é preciso que ela seja curta, direta e apenas com termos de fácil compreensão. Assim como todas as URL do SitePX!

Para fazê-las, basta ater-se a alguns detalhes:

  1.        Editor de URL do SitePX – Caso você não use uma plataforma prática e moderna como a do SitePX, pode ser que você precise mudar a URL manualmente por meio de códigos. Com o editor de URL do SitePX, no entanto, a URL das suas páginas já saem sem número e caracteres estranhos. E você ainda pode, se preferir, editá-las de forma simples para que fiquem menores.
  2.        Nome do site – Caso seu negócio ainda esteja completamente estabelecido no mercado, vale a pena pensar em trabalhar alguma palavra-chave relevante para ser o nome da marca. SitePX, por exemplo, leva a palavra “site”, que é fundamental para nossa atuação na rede. Dessa forma, além do fato de que o Google entenderá nossa categoria, o leitor associará com mais facilidade a marca à área de atuação desejada.
  3.        Tamanho máximo – Quando fizer uma pesquisa no Google, repare que abaixo dos títulos das páginas sempre há um link, uma URL. Repare, também, que nem sempre é possível visualizar a URL inteira. Isto é um problema! Faço o possível para que todas suas tenham, no máximo, 110 caracteres. Se passar um pouco, não é o fim do mundo. Mas o ideal é que a palavra chave em questão possa ser lida de uma só vez.
  4.        Organização – Repare que há subdivisões da URL separadas por barras (/) após o nome do site. Essas divisões são as chamadas categorias. Ao criar categorias (como blog, produtos, serviços...) você organiza seu conteúdo garantindo que o cliente saiba exatamente o que está lendo. Cuidado, apenas, para que as categorias não façam com que sue URL supere drasticamente o limite de 110 caracteres.

Agora que já sabe como escolher as melhores URL e que o SitePX possui uma plataforma para que você faça isso de forma fácil e rápida, o que acha de aproveitar para criar um site e praticar o SEO?

Categoria: Primeiros passos
Compartilhar

5 passos para criar um site profissional sozinho

Publicado por Júlio Rocha em 13/07/2015 às 11h54

5 passos

O princípio do SitePX é o seguinte: aqui você pode criar um site profissional, prático e bonito sem precisar de webdesigner ou programador. O que poderia ser uma tarefa impraticável, torna-se até fácil com a plataforma do SitePX. No entanto, um pouco de ajuda pode ser muito bem-vinda para os que não possuem experiência na área. E o texto de hoje é ajuda que você precisava para aprender como criar site e fazer sucesso na internet.

  •          Procure referências – Quais são as principais referências em sua área de atuação? Pesquise sites com aparências que te agradem e vejam quais são aqueles que estão fazendo mais sucesso na internet. Quando não se tem muita experiência, é sempre bom basear seu trabalho em casos de sucesso! Sem contar que esse primeiro passo é muito importante antes de seguir pra o próximo.
  •         5 passosEscolha o melhor template – Quando você começar a criar um site com o SitePX, verá que o primeiro passo é escolher um dos diversos modelos diferentes que criamos pensando nos mais variados tipos de empreendedores. Imagine qual mais se assemelha às suas referências e saiba que este é o ideal para você! Escolhendo um template próximo à forma que você que seu site tenha no fim do trabalho, sua vida ficará bem mais fácil!
  •          Imagens originais – Use a maior proporção possível de imagens originais! Por mais que fotos de bancos possam ser úteis para ilustrar, para deixar o site com um ar mais personalizado é preciso ter fotos que remetam à sua empresa. Uma logotipo, fotos o interior da loja, fotos de produtos... Onde for possível utilizar imagens de primeira mão, utilize!
  •          Conteúdo – Faça um estudo de palavras-chave ideais para o seu negócio. Aqui mesmo no SitePX já foi ensinado como fazer isso! Definidas as mais importantes palavras-chave, aplique-as nos textos necessários para a publicação do site. Lembrando sempre de preencher os campos de otimização SEO que fazem parte da plataforma SitePX. É muito simples e garante que seu site seja encontrado pelo Google!
  •          Informações de contato – Não esqueça de que, além de bonito, seu site precisa ser funcional! Deixa bem claro as formas de contato necessárias para o seu empreendimento. Sejam formulários de contato, páginas de vendas, redes sociais, telefones, e-mails... É preciso que os seus clientes possam facilmente encontrar a forma ideal de se comunicar e contratar serviços de sua empresa.

Seguindo esses cinco passos básicos, o caminho para o sucesso já estará parcialmente percorrido! Com seu site profissional no ar, tudo o que falta é começar a praticar estratégias de marketing digital e marketing de conteúdo para conquistar um novo público que, antes da internet, seria quase impossível.

Pode ter certeza de que, acompanhando o SitePX, você nunca estará sozinho nessa viagem. Com nossas dicas diárias de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, é apenas uma questão de tempo até que a internet seja sua!

Categoria: Primeiros passos
Compartilhar

Dicas rápidas para criar um bom site

Publicado por Júlio Rocha em 03/07/2015 às 11h08

10 dicas

Quem conhece o SitePX sabe que temos como objetivo dar toda a estrutura para que você criar um site profissional, bonito e funcional sozinho. Mas a estrutura não é tudo! Quem acompanha o blog recebe valiosas dicas de marketing digital, empreendedorismo e como atrair clientes. A dica de hoje, no entanto, é de como criar um site rápido para poder começar a trabalhar conteúdo e fazer sucesso na internet!

E sabe o que é melhor? Com o SitePX você não precisar ser nenhum especialista em design ou programação. Seguindo as dicas à risca, não há como errar. E com o tempo economizado na hora de criar um site, você pode começar a fazer seu marketing de conteúdo, estudar o material do SitePX e administrar seu negócio. Vamos, então, às 10 dicas rápidas de como criar um site bom e bonito!

  1.        Escolha o template certo – Ao começar a usar o SitePX, você vai perceber que temos uma série de templates variados para você escolher. Procure aquele que possui os espaços e o formato que vão funcionar melhor para o que tem em mente. Com o template certo, o tempo e o trabalho diminuem drasticamente.
  2.        Defina as páginas necessárias – Já comece a criação tendo em mente quais são páginas fundamentais para o seu negócio. Uma loja virtual? Formulário para contratação? Apresentação da empresa? Tenha em mente quais páginas serão necessárias e evite trabalho desnecessário.
  3.        10 dicasQualidade das imagens – Evite usar imagens que você precise substitui depois. Tente manter as resoluções altas para que não haja imagens estouradas e esticadas em seu site.
  4.        Redes sociais – Defina quais redes sociais são as fundamentais para o seu negócio. Criadas as páginas necessárias, inclua botões para que os usuários possam seguir sua empresa e compartilhar conteúdo.
  5.        SEO – Sempre que criar uma página, siga o Relatório SEO do SitePX para ter certeza de que seu conteúdo estará nas melhores condições para ser encontrado pelo Google.
  6.        Compras facilitadas – O caminho do internauta até a compra deve ser o menor possível. Facilite sempre a chegada do cliente à página do pagamento, quanto menos ele clicar até lá melhor.
  7.        Página de contato – Por onde você deseja ser contatado pelo consumidor? Telefone? E-mail? Formulário de contato? Escolha e deixe bem claro para os clientes. Criar página de contato e deixá-la visível – ainda que no rodapé – é fundamental.
  8.        Mostre o sucesso – Deixe uma área reservada para depoimentos e opiniões positivas de clientes. Aqui no SitePX ensinamos a melhor forma de fazer isso.
  9.        Sua identidade – Seguindo todas as dicas anteriores, você consegue montar o esqueleto do seu site. Adicione músculos, pelo e feições na forma de imagens, cores e a identidade visual de sua empresa.
  10.    Desfrute do sucesso – Ao aplicar sua identidade, pode ver que seu site estará bonito, funcional e pronto para o sucesso. O resto do caminho é só correr atrás!

E o melhor jeito de correr atrás é acompanhando as dicas imperdíveis que você encontra no blog do SitePX. Afinal, criar um site é apenas o primeiro passo para o sucesso na internet!

Categoria: Primeiros passos
Compartilhar

Melhore suas vendas otimizando seus botões Call-to-action

Publicado por Júlio Rocha em 08/05/2015 às 11h11

call to action
Seguindo uma tendência do marketing de se recusar a usar termos em português, o call-to-action (CTA) é exatamente o que sua tradução literal quer dizer: um chamado para ação. O conceito é muito simples! Ao criar um site para seu negócio, o empreendedor espera, naturalmente, que os consumidores se sintam compelidos a adquirir seus produtos. E o CTA é exatamente o convite (chamado) para o consumidor que compra (ação). Simples, não é?

call to action

O conceito, de fato, é simples. Mas a aplicação deve ser bem planejada, ainda que também não seja um bicho de sete cabeças. O post de hoje do SitePX é justamente para ajudar empreendedores que acabaram de criar um site a desenvolver o melhor call-to-action para sua empresa. É muitos simples! Basta prestar atenção ao checklist a seguir:

  •         Design chamativo – Não precisa ser complexo nem nada, mas deve ser a primeira coisa na qual o internauta baterá o olho. Pode conferir na home do próprio SitePX, por exemplo, e ver que há uma grande quadrado rosa escrito “COMECE AGORA!”. Em termos de design, é importante que o botão do CTA tenha uma cor que se destaque e seja grande o suficiente para ser visto rapidamente.
  •          Clareza na mensagem – O texto do call-to-action não deve ser interpretado! O consumidor deve saber, na primeira olhada, exatamente o que esperar do botão. No SitePX, por exemplo, quando o cliente lê “COMECE AGORA!” ele sabe que o chamado é para começar agora. Assim como em outra página existe o botão “CRIAR SITE AGORA!”, que, logicamente, leva o internauta à página de criação de sites.
  •         call to actionO que o cliente quer – Existem diferentes tipos de produtos e serviços! Nem sempre é possível explicar em duas palavras – como “criar site” – o que exatamente seu consumidor irá encontrar em seu site. Dessa forma, é possível trabalhar também com frases curtas, impactantes e com verbos no imperativo. Para exemplificar, imagine uma empresa que venda ventiladores. Ela pode usar a seguinte frase “compra agora o melhor ventilador do mundo”. Mais do que isso é demais!
  •          Depois do clique – Para onde o botão do CTA vai levar seu cliente? É importante que o destino do clique seja autoexplicativo e não leve o internauta para o lugar errado. O ideal é que o CTA leve a uma landing page, cujo único objetivo seja a ação, seja ela uma compra, contratação, download, acesso a um vídeo ou qualquer outro objetivo do empreendedor.

Agora que já sabe tudo para criar o melhor chamado para ação, basta desenvolver as melhores frases e design para o CTA perfeito! Para mais dicas valiosas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso, é só acompanhar o SitePX.

Categoria: Conteúdo, Primeiros passos
Compartilhar

Vícios de linguagem que prejudicam seu conteúdo

Publicado por Júlio Rocha em 27/04/2015 às 10h58

escrever
O velho ditado já diz: errar é humano. Talvez a característica mais humana de todas. Afinal, que outro animal, além do homem, pode ser dar o luxo de errar? Vícios de linguagem são demonstrações dessa peculiaridade da espécie. Dizem, também, que persistir no erro é burrice. Conscientemente ou não, muitos dos que fazem tal afirmação cometem os mesmos erros, falando aqui em termos de gramática, repetidamente. Esses erros são os chamados vícios de linguagem.

O próximo passo natural do empreendedor após criar um site é começar a produzir conteúdo. E conteúdo de qualidade é, obviamente, o desejado pelos produtores. No entanto, todo o trabalho de pesquisa e reflexão pode descer pelo ralo da desaprovação internética, mesmo que o crítico cometa seus próprios erros em suas redes sociais, por exemplo. O próprio SitePX já falou sobre esses erros no blog. Hoje, porém, o foco é nos vícios de linguagem.

O conteúdo pode ser bárbaro, mas sem Barbarismo

escreverÉ conhecido como Barbarismo o desvio da norma que acontece nos níveis de pronúncia, morfologia, semântica e grafia. Para quem já esqueceu, uma recapitulação de morfologia e semântica: a primeira é o estudo da construção de palavras, enquanto a segunda trata da relação de sentido entre elas. Alguns exemplos, para facilitar:

Desvio de pronúncia – Gra-tu-Í-to. É comum, inclusive, ouvir a palavrar pronunciada dessa forma em propagandas de televisão. Lembre-se, a pronúncia certa é gra-tUi-to.

Desvio de grafia – Certesa, anbulância, viajem (quando substantivo) e muitos outros são erros comuns que consistem, basicamente, na troca de uma letra que possua pronúncia semelhante. A grafia correta, no entanto, seria certeza, ambulância e viagem.

Desvio de morfologia – Entram nessa categoria, por exemplo, verbos mal conjugados ou plurais mal flexionados. Como se ele ir (no lugar de se ele for) e troféis (no lugar de troféus).

Desvios de semântica – Quando é dado a uma palavra o sentido errado, geralmente confundido com o de outra palavra parecida. Exemplos de desvios: tráfico intenso na avenida (tráfego), o réu foi absorvido (absolvido) e Pedro comprimentou João (cumprimentou).

Tenho certeza absoluta de que Pleonasmo é um vício de linguagem

escreverÉ claro que é absoluta, pois, se não fosse, não seria certeza. Este é um clássico exemplo de pleonasmo muito repetido, por sinal, na linguagem oral e, ocasionalmente, escrita. O pleonasmo seria o uso de termos redundantes em uma mesma sentença. Se por um lado exemplos como entrar para dentro, subir para cima e escolha opcional já são bem lembrados, existe alguns casos que passam despercebidos. Como estes a seguir:

Há anos atrás – A principal causa deste erro é o esquecimento de que há é uma conjugação do verbo haver. Se vários anos, logicamente não é no futuro. Dessa forma, o atrás fica redundante.

Encarar de frente – Eis uma expressão pronta para discursos motivacionais. No entanto, se o receptor do discurso não possui olhos na nuca, é impossível encarar de outro ângulo que não seja de frente.

Repetir de novo – A não ser que seja pelo menos a terceira vez que o locutor profere uma sentença, há redundância na expressão de novo. Primeiro o locutor fala, depois repete e, apenas então, é possível repetir de novo.

Além do barbarismo e do pleonasmo, há alguns outros erros dignos de nota. O eco, por exemplo, que seria a rima na prosa pode dar um aspecto infantil ao texto. Por exemplo: causa comoção quando um autor vacilão faz rimas de montão, para esse erro, diga não! Pode até ser que soe bem em poesia, mas em prosa fica terrível. Terrível assim como um cacófato. Imagine a expressão vou-me já saindo da boca dela. Fica feio, não é?

Saiba que, pela legislação brasileira, o desconhecimento não justifica o crime. Dessa forma, não dá para se defender de acusações dizendo que não sabe de nada. A desculpa de licença poética também pode não valer. É preciso uma excelente construção para que a licença poética não pareça apenas uma justificativa sem vergonha para o erro.

Não deixe, no entanto, que a possibilidade de errar o impeça de produzir. Revisões e novas leituras provavelmente possibilitarão que o próprio autor ou pessoas próximas identifiquem esses erros. Caso, ainda assim, alguns erros passem despercebidos, cabe uma justificativa apresentada no primeiro parágrafo deste texto: errar é humano.

Caso queira mais dicas para evitar erros, continue acompanhando do blog do SitePX e saiba como criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo, Primeiros passos
Compartilhar

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||