Segundo o Google, Classe C domina a internet brasileira

Publicado por em 08/04/2015 às 10h59

classe c
Com seu fascinante banco de dados, o Google publicou recentemente o estudo Classe C, de Conectados. A análise indica a ascensão da classe média – especialmente a média baixa – no número de brasileiros conectados. O resultado sustenta uma realidade do cenário social do Brasil: a Classe C está tomando conta do país.

Por que é tão importante estudar essa análise? Pois esse novo paradigma afeta drasticamente a cultura e, por consequência, o mundo dos negócios e do marketing em território nacional. Salvo exceções, dificilmente uma empresa atual consegue sobreviver sem saber abraçar a classe emergente que quer ainda mais o espaço que lhe era negado até pouco tempo atrás. Antes de ir para o ponto de vista do marketing, um breve resumo de como essa mudança começou.

A ascensão da Classe C

internetDe uns anos para cá, o Brasil investiu em uma política de inclusão, baseada em redução de juros e medidas populistas, de forma que, em ritmo constante, as esferas mais desfavorecidas da sociedade passaram a ter oportunidades antes impensáveis: comprar celulares, eletrodomésticos, aparatos de tecnológicos, viajar de avião e, é claro, acesso à internet.

No fim das contas, o que aconteceu foi que a classe média aumentou. Quem já estava nela provavelmente não avançou e os que estavam abaixo tiveram a oportunidade de subir. Dados para comparação: na última década, a população brasileira cresceu 10%, a classe média 204%, superando com facilidade a população das classes A e B.

Mesmo que muitos membros mais antigos da classe média ainda torçam o nariz para os novos integrantes, o impacto dessa ascensão na cultura digital do Brasil é imenso. A classe média do país possui uma população de 48,3 milhões de conectados. Apenas essa parcela dos usuários brasileiros já supera os números totais de países como México (44,1 mi), Itália (33,5 mi) e Canadá (29,7 mi). Dentro do Brasil, a Classe C corresponde a 54% dos internautas.

Como a Classe C mudou a internet

criar siteCom a classe emergente dominando mais da metade da internet brasileira, seria no mínimo uma teimosia fechar os olhos para as mudanças que o grupo trouxe para a comunicação digital. Para começar, o principal portal de acesso para a classe média é o smartphone. 78% dos acessos do grupo vem dos celulares inteligentes, enquanto apenas 10% corresponde aos desktops e fatias ainda menores para outros dispositivos. 

Dessa forma, então, é impensável criar um site que não seja responsivo e bem trabalhado para dispositivos móveis. O novo internauta brasileiro quer se conectar a qualquer hora e qualquer momento, sendo que o compartilhamento de fotos, vídeos e informações em redes sociais é a principal atividade. Logo em seguida está a comunicação instantânea em chats – como o Facebook Messenger e WhatsApp – e o envio e leitura de e-mails.

Em termos de entretenimento, a Classe C o encontra, principalmente, em vídeos no YouTube. Por ser uma ferramenta gratuita e oferecer entretenimento simples, curto e variado, a rede de vídeos do Google garante horas de diversão. Além de fornecer a maior parte da cultura musical da classe média – juntamente com a televisão, é claro.

É preciso lembrar, no entanto, que a qualidade da educação nacional não cresceu junto com o poder aquisitivo das classes emergentes. O domínio da tecnologia ainda pode melhorar bastante e, na hora de fazer campanhas, é importante lembrar que a linguagem simples e em português será absorvida mais facilmente. No entanto, os novos usuários utilizam a internet para empreender. Em alguns anos, uma nova pesquisa pode trazer resultados animadores.

O estudo do Google prova que na hora de criar um site é necessário despir-se dos preconceitos sociais e adaptar-se a nova cara da comunicação de massa na internet. É claro que existem empresas de todos os tipos e todos os públicos. Mas quem deseja atingir a maioria precisa compreender a nova linguagem da internet.

Para continuar o processo de aprendizado, é só continuar acompanhando o blog SitePX com as dicas de empreendedorismo e como criar um site de sucesso!

Categoria: Conteúdo
Tags: atualidades, como criar um site, mercado, notícias e dicas, redes sociais, SitePX

voltar para Dicas para criar um site

left show tsN fwR fsN|left tsN b01e fwR bsd show|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news login c05|fsN fwR normalcase tsN|c05|login news fwR normalcase|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||